Aldemir Martins
(1922-2006)

     Artista plástico brasileiro. Nasceu em Ingazeira, estado do Ceará. Participou do grupo de artistas que renovaram a arte no Ceará, junto com Antônio Bandeira, Inimá de Paula e Zenon Barreto.

     Em 1946, fixou residência em São Paulo. Na bienal da capital paulista de 1955, dividiu o prêmio de melhor desenhista com Carybé. Em 1956 obteve o prêmio de desenho na Bienal de Veneza.

Dedica-se aos temas próprios da região nordestina, desde cangaceiros (ver Cangaço) e rendeiras, até animais, frutas e flores. Seus trabalhos caracterizam-se pela estilização e a visão irônica da vida cotidiana.

     Recebeu vários prêmios e apresentou mostras no Brasil e no exterior. Na exposição coletiva A cor e o desenho do Brasil, por exemplo, sua obra foi exibida na França, na Inglaterra, na Espanha, em Portugal, na Itália e na Holanda.

     Muitos de seus desenhos foram utilizados na decoração de objetos e em tecidos. 

Fonte: Encarta-BR 2000.

LEIA MAIS:

·          O pintor dos gatos

·          Aldemir vai soprar 80 velinhas

·          Aos 83, morre Aldemir Martins

VISITE O BLOG DA PITORESCO