minifoto.jpg (4161 bytes)

João Batista Castagneto
(1851-1900)

     Despreocupado com o desenho, como os impressionistas franceses, o pintor preocupa-se em captar a luz através da pintura, fixar o fugidio, com uma preferência temática: a luz sobre a água, à beira-mar, quase sempre.

     Em geral, seus quadros são de pequenas dimensões e dão a impressão, vistos de perto, de serem manchados com a cor, ora aplicada sobre a tela obedecendo a um certo ritmo, ora apresentando uma grafia desordenada e mesmo nervosa, denunciando uma execução rápida.

     Filho de navegante, Castagneto chegou ao Brasil ainda menino, em 1875. Estudou na Escola Imperia de Belas-Artes do Rio de Janeiro, de 1882 a 1884, onde foi aluno de Jorge Grimm. Talvez por influência do fascínio do mar, seu ateliê era um barco que se deslocava pela baía da Guanabara, que ele fixou em vários de seus aspectos.

     Colaborou com Zeferino da Costa na pintura de painéis para a Igreja da Candelária, no Rio de Janeiro.

Fonte:
Museus Brasileiros, vol. 6, Edição Funarte, Rio, 1982.


VEJA IMAGENS


VISITE O BLOG DA PITORESCO