Filippo Brunelleschi
1377-1446
.


cupula.jpg (32487 bytes)
.


     Bruneleschi (1377-1446) não era pintor; era escultor e arquiteto, com a atenção mais voltada para a arquitetura, atividade em que demonstrou uma criatividade ímpar, sendo até hoje, mais de 600 anos após, um referencial importante para estudantes, professores e profissionais.

     Embora tenha se destacado em uma série de obras importantes, o trabalho que lhe deu maior projeção foi a cúpula da Catedral de Santa Maria del Fiori (Santa Maria das Flores), em Florença. Não se conhece Florença sem visitar a Catedral, e não se conhece a Catedral antes de contemplar, maravilhado, a abóboda que se destaca do o conjunto, roubando a cena de tudo o mais.

     Seu prestígio tornou-se tão grande que, ao falecer, em 1446, teve a honra só concedida a nobres e ao alto clero: seu corpo foi enterrado na própria Catedral. (Paulo Victorino)
. (


catedral.jpg (29368 bytes)
.

Quem foi Brunelleschi

     As bases da estética renascentista foram lançadas por dois artistas florentinos: Masaccio, na pintura, e Brunelleschi, na arquitetura, considerados os pioneiros da nova linguagem.

     Filippo Brunelleschi nasceu em Florença em 1377 e iniciou a carreira artística como ourives e escultor.

     Em 1401 participou, com o painel "O sacrifício de Abraão", ponto alto de sua carreira de escultor, do concurso para a realização dos relevos em bronze da porta do batistério de Florença.

     Decepcionado com o resultado do concurso, ganho por Lorenzo Ghiberti, decidiu dedicar-se à arquitetura. Acredita-se que nesse mesmo ano tenha viajado com o escultor Donatello para Roma, onde estudaram os princípios da escultura e arquitetura clássicas.

O encontro com a
perspectiva linear

     Na primeira fase de sua carreira de arquiteto, Brunelleschi redescobriu os princípios da perspectiva linear, que, conhecidos por gregos e romanos, ficaram esquecidos durante toda a Idade Média. Restabeleceu na prática o conceito de ponto de fuga, e a relação entre a distância e a redução no tamanho dos objetos.

    Seguindo os princípios ópticos e geométricos enunciados por Brunelleschi, os artistas da época puderam reproduzir objetos tridimensionais no plano com surpreendente verossimilhança.

A cúpula que levou o
arquiteto aos céus

     Em 1418 ganhou o concurso para a finalização da catedral de Santa Maria del Fiore, em Florença. As dificuldades para a construção da abóbada sobre uma enorme base octogonal tinham desafiado várias gerações de arquitetos.

     Brunelleschi pôs em prática um método original para a sustentação da cúpula, inventou as máquinas necessárias à construção e executou o projeto sem utilizar o cimbre, armação de madeira que servia de molde e suporte a arcos e abóbadas e era retirada depois de completada a obra.

     Entre outros trabalhos importantes de Brunelleschi está o pórtico do hospital dos Inocentes, cujas características mais notáveis são a proporção, o emprego da coluna como elemento sustentador e a sucessão rítmica de elementos modulares para criar perspectiva.

     Construiu ainda as igrejas de San Lorenzo e Santo Spirito, esta última concebida segundo o modelo de planta basilical, com cúpula em cruzeiro, e desenho de proporções estritamente matemáticas.

     A última de suas grandes obras foi a capela Pazzi, na igreja de Santa Croce, em Florença. Brunelleschi morreu em 15 de abril de 1446 em Florença.
©Encyclopaedia Britannica do Brasil Publicações Ltda.


crucifixo.jpg (3521 bytes)
Crucifixo - Basílica de
Santa Maria Nova
(veja texto em inglês)
inocentes.jpg (6591 bytes)
Mosteiro, no Hospital dos Inocentes
(veja texto em inglês)

Clique Notícias e Informações

 

.
Responsável: Paulo Victorino
www.pitoresco.com

.