A Pop-Art de Romero Britto
..


Texto:
Aida Veiga
Revista "Época" nº 228

Imagens:
De divulgação.


romerobrito000.jpg (8406 bytes)
Um dos cinco temas pintados para propaganda
do sabão Omo


A Pop-Art é um estilo artístico que surgiu no final dos anos 50 e está baseado no reprocessamento de imagens populares e de consumo, estando intimamente ligado ao trabalho publicitário.

No Brasil, encontrou seu maior expoente em Romero Britto, que afirma já haver pintado 5.000 telas, espalhadas por 70 países.
..


romerobrito01.jpg (16402 bytes)
.Another Kiss (Outro beijo)

     Alegres e coloridas, as telas de Romero Britto decoram a casa de dezenas de celebridades. A lista é variada: de Arnold Schwarzenegger e Madonna a Bill Clinton, Carlos Menem e Ted Kennedy; de Andre Agassi e Michael Jordan a Xuxa e Paloma — esta, filha de Pablo Picasso. Seus quadros são vendidos por até US$ 120 mil.

     Mais bem-sucedido no Exterior, Britto tem investido em outras áreas. Já criou peças publicitárias para Pepsi-Cola, Disney, IBM e Apple. Sua obra vem sendo usada em embalagens, na moda e até em carros.

     Dono de um traço quase infantil, Britto produz pinturas a óleo explorando formas geométricas ou figuras de sua preferência, como corações ou animais, sempre com cores vivíssimas. Faz sucesso justamente porque sua obra dá vida a qualquer espaço ou objeto.

     "Resolvi criar uma coleção inspirada em seu trabalho porque ele é vibrante, transmite uma energia muito boa", explica o estilista Amir Slama, dono da grife de moda praia Rosa Chá.

     Há algum tempo, Amir lançou uma coleção a partir de dois desenhos de Britto. Vendeu tão rapidamente as 8 mil peças, embora custassem o dobro do preço dos biquínis tradicionais, que resolveu repetir a dose.

     No Exterior, outros estilistas, como a americana Nicole Miller e os italianos Enrico Coveri e Gai Mattiolo, criaram roupas e acessórios baseados nos coloridos desenhos do brasileiro. A Grendene escolheu o artista para desenvolver uma linha de sandálias.

     "Ele faz uma arte pop de qualidade que agrada a jovens das classes A e B, nosso público-alvo", diz Paulo Pedó, gerente da empresa.


romerobrito07.jpg (18335 bytes)
Best Buddies (Grandes companheiros)

     Romero Britto tornou-se conhecido quando o executivo de uma marca de vodca teve a idéia de transportar suas imagens para uma peça publicitária.

     "Foi meu pulo-do-gato", lembra o pernambucano de 38 anos que, em 1990, foi passar férias na casa de um amigo em Miami e acabou ficando por lá.

     No começo, vendia as telas na rua, exatamente como fazia no Recife. Veiculado em 63 revistas, o anúncio abriu as portas para Britto. Operário e operoso, estima ter pintado 5 mil telas, que são vendidas em 70 países.

Hoje em dia, 80% de seu trabalho é encomendado: de retratos das cantoras Gloria Estefan e Whitney Houston a selos para as Nações Unidas. Cobra de 8% a 15% nos contratos de licenciamento, com os quais faturou, no último ano, US$ 2 milhões.

     Casado com uma americana, pai de um adolescente de 14 anos, Britto sente-se em casa nos Estados Unidos. Tanto é que foi o único artista brasileiro a participar da Cow Parade, evento que, em 2000, espalhou 500 esculturas de vacas em tamanho natural nas ruas de Nova York.

     Há quem compare seu trabalho ao de ícones da arte contemporânea como Andy Warhol e Roy Lichtenstein. Eillen Guggenheim, descendente dos fundadores do Museu Guggenheim, é um deles. No Brasil, os críticos torcem o nariz.


romerobrito08.jpg (18262 bytes)
.Mother and Child (Maternidade)

     "Warhol se apropriava da publicidade para criticá-la. O trabalho de Romero Britto é puro entretenimento. É por isso que faz sucesso em propaganda", afirma Lourenzo Mammi, professor da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo.

     "Ele pinta quadros divertidos, mas sem nenhuma expressão artística. É um ilustrador", detona Agnaldo Faria, curador da Bienal de Arte de São Paulo. "Jamais faria parte de uma mostra como a Bienal, porque não leva as pessoas a pensar, como é o objetivo de qualquer trabalho artístico."

     Dono de galerias no Brasil e nos EUA, o artista abriu recentemente um restaurante temático em Miami. O mote, claro, são suas obras.

     "Exploro meu trabalho de todas as formas", confessa.


romerobrito09.jpg (19047 bytes)
Martina (nome próprio)

ROMERO FRANCISCO DA SILVA BRITO

Fonte:
Júlio Louzada - Artes Plásticas Brasil

Recife/PE, Brasil, 06/10/1963
Pintor e gravador. Assina R.BRITTO e ROMERO BRITTO.
Nota Biográfica
     Deixa uma vida simples no Recife para a aventura de construir o futuro nos Estados Unidos. Casa-se com Sharon, uma norte-americana, e tem um filho, Brandon, que está sendo educado em Miami, onde mora.

     Seu começo foi uma batalha: começou pintando paredes e vendendo seus trabalhos na rua. Até que o presidente da empresa sueca produtorta da vocda Absolut viu seus quadros em Miami e contratou-o. O artista cria três obras de arte para a Absolut Vodka, em 1989, que foram reproduzidas em campanha publicitária em mais de 60 publicações internacionais das mais importantes do mundo.

     Daí para a frente, uma loucura: em 1995, seu trabalho também é estampado em 1,5 milhão de latas do refrigerantes Pepsi-Cola. Depois de Andy Warhol, Keith Haring e Roy Lichtenstein, o pernambucano do Recife foi contratado para inserir os astros da Disney no contexto de sua arte pop, em 1997.

     Projeta uma escultura com 21 metros de altura, em 1998, para o Shopping Dadeland Station, em Miami, cuja construção foi inaugurada em 2000. Em 1999, projeta o visual do Festival de Jazz de Montreux, na Suíça, alargando seu mercado para a Europa. Transita pela mais alta esfera social nos Estados Unidos e Europa, como no caso de Bill Clinton (apresentado pelo senador Ted Kennedy), que lhe comprou um quadro e com quem já esteve quatro vezes. Ou, ainda, como no caso de Arnold Schwarzenegger, que tem 18 obras do artista, e também Mike Tyson, Madonna, Michael Jordan, Sylvester Stallone e Cindy Crawford, entre outros.

     Em sua casa de Miami coleciona Picasso, Matisse, Andy Warhol, Volpi e Cláudio Tozzi, estes os brasileiros por quem dedica grande admiração. Hoje, a partir de sua Galeria em South Beach, Miami, com uma equipe de 30 pessoas, produz projetos e arte para todo o mujndo, e vende 650 cópias por dia só em reproduções gráficas de seus trabalhos. História de sucesso! Em 2002, abre sua própria galeria de arte em São Paulo.


romerobritoV03.jpg (13859 bytes)
.Curly whiskers (Bigodes ondulados)

romerobritoV06.jpg (17727 bytes)
.Celebration (Comemoração)

romerobritoV04.jpg (9348 bytes)
Abaporu by Britto

romerobrito10.jpg (18783 bytes)
Friendship (Amizade)
.
romerobritoV05.jpg (16029 bytes)
.Grand Slam Cheek to Cheek
(Rostos colados)

romerobrito11.jpg (23261 bytes)
Dancers
(Bailarinos)

Clique Notícias e Informações

 

.
Responsável: Paulo Victorino
www.pitoresco.com.br

.