MASACCIO (1401-1428)
Tommazzo San Giovanni Valdano
.


   
De vida curta, extremamente curta, pois morreu antes de completar 27 anos, Masaccio parece que teve como destino chegar à terra, deixar seu recado e voltar aonde veio, para dar conta de sua missão.

     Dele, pouco se sabe. Nasceu em 21 de dezembro de 1401 em Castel San Giovanni di Altura, ducado de Milão. É a única coisa em sua vida de que se tem registros precisos. No mais, quase tudo é especulação. Chamava-se Tommaso de San Giovanni Valdano ou Tommaso de San Giovanni di Simone Guidi. O apelido de Masaccio lhe foi dado somente no Século 16, por seu biógrafo Giorgio Vasari (1511-1574), também pintor, e poderia ser traduzido assim como «descuidado» ou «desligado».

     Sua carreira como pintor pode ser contada a partir dos dezesseis anos, quando mudou-se para Florença. Daí em diante, foram pouco mais de dez anos de atividade febril, em que traçou os elementos básicos da pintura renascentista. Foi um dos primeiros, se não o primeiro a fazer a aplicação científica da perspectiva e trabalhar o foco de luz de maneira a criar uma sensação de tridimensionalidade que passou a caracterizar a pintura da Renascença. Seu estilo exerceu forte influência sobre outros artistas, como fra Angelico, Michelangelo e Rafael.

     É preciso muita prudência na identificação da obra de Masaccio, pois ela pode ter interferências outras. Por exemplo, logo de início, ele retomou trabalhos deixados inacabados por antecessores; continuando, contou com a pariticipação de outros ajudantes. Em 1928, pouco mais ou menos, abandonou abruptamente o trabalho que vinha realizando na Capela Brancacci, viajando para Roma, onde morreu em circunstâncias misteriosas. Seus trabalhos tiveram prosseguimento pelas mãos de Masolino (1383-1432) e, após a morte deste, pela ação de Fillipo Lippi (1406-1469). Então fica sempre a dúvida: quem pintou o quê?

     Em 1422 fez o tríptico da Virgem para a igreja de San Giovenale, perto da cidade. A segunda obra conhecida é "A Virgem com o Menino e Santa Ana" (c.1424), na igreja de Santo Ambrósio, que já havia sido iniciada por Masolino (1383-1428).

     Em 1426, recebe a encomenda de um retábulo para a igreja de Santa Maria del Carmine, em Pisa. Donatello (1386-1466) estava na cidade na ocasião e, inspirado em suas esculturas, Masaccio faz novas experiências com a plasticidade e a perspectiva.

     Entre 1424 e 1428, ele executou sua obra mais elogiada: os afrescos da capela Brancacci da igreja de Santa Maria del Carmine, em Florença. A obra foi dividida com Masolino e algumas pinturas começadas por Masaccio foram terminadas por Filippo Lippi, conforme já dissemos. A autoria desses trabalhos constitui ainda hoje motivo de divergência entre os críticos. (Texto de Paulo Victorino)
.


IMAGENS
.
BANCO DE IMAGENS

VISITE O BLOG DA PITORESCO

 

.
Responsável: Paulo Victorino
www.pitoresco.com
.